JavaScript must be enabled in order for you to see "WP Copy Data Protect" effect. However, it seems JavaScript is either disabled or not supported by your browser. To see full result of "WP Copy Data Protector", enable JavaScript by changing your browser options, then try again.

«

»

Dez 14 2016

Imprimir Artigo

Azeitão Inclusivo nº8 – EMPREENDEDORISMO E INCLUSÃO: O DESAFIO!

Azeitao_Inclusivo Logo

Divulgamos aqui o número 8 da rubrica “AZEITÃO INCLUSIVO” , publicado na edição impressa do Jornal de Azeitão de Dezembro de 2016, com o título “EMPREENDEDORISMO E INCLUSÃO: O DESAFIO!”  agradecendo à nossa convidada, Dra. Sandra Pinto, Técnica Superior  na área do Empreendedorismo, no Instituto Politécnico de Setúbal.  , o “tempo inclusivo” que nos dispensou….vamos então conhecer o desafio que é juntar as palavras e os conceitos “EMPREENDEDORISMO E INCLUSÃO”? Aqui fica a entrevista, na íntegra:

 

“EMPREENDEDORISMO E INCLUSÃO: O DESAFIO!

A Imagem ilustra a publicação do nº8 da rubrica "Azeitão Inclusivo", na edição impressa do Jornal de Azeitão de Dezembro de 2016.com título "EMPREENDEDORISMO E INCLUSÃO: O DESAFIO!"

A Imagem ilustra a publicação do nº8 da rubrica “Azeitão Inclusivo”, na edição impressa do Jornal de Azeitão de Dezembro de 2016 ,com título “EMPREENDEDORISMO E INCLUSÃO: O DESAFIO!”

O jornal de Azeitão, continuando a missão inclusiva de sensibilização para as questões da deficiência, tem o prazer de partilhar com todos os seus leitores o número 8 da rubrica “AZEITÃO INCLUSIVO”. Nesta edição, temos como convidada a Dra. Sandra Pinto de 46 anos, residente em Pinhal Novo e Técnica Superior, na área do Empreendedorismo, no Instituto Politécnico de Setúbal.

Ao longo de toda esta conversa informal, ficou bem patente que o empreendedorismo e a inclusão das pessoas com deficiência na sociedade, têm uma forte ligação, na medida em que, o empreendedorismo pode constituir-se como um grande “caminho inclusivo”, para todas as pessoas com deficiência e incapacidade permanente. Contudo e paralelamente, a ligação destes dois conceitos – deficiência e empreendedorismo – representa em si mesmo, um grande desafio.

Questionada sobre o significado da palavra inclusão, quando aplicada às pessoas com deficiência,

Na imagem, podemos ver a nossa convidada Sandra Pinto, uma mulher branca, com cabelo castanho, olhos pretos, vestindo uma camisola verde e usando um colar ao pescoço.

Na imagem, podemos ver a nossa convidada Sandra Pinto, uma mulher branca, com cabelo castanho, olhos pretos, vestindo uma camisola verde e usando um colar ao pescoço.

Sandra refere:” A palavra INCLUSÃO é das palavras mais difíceis de definir, não em termos de conceito, pois incluir é em si mesmo tornar parte de algo, mas em termos da forma como o devemos fazer, dentro das atividades diárias de uma sociedade (…) a pessoa com deficiência tem que ser entendida pelos outros, com base nas suas qualidades e capacidades e não, com base apenas nas suas deficiências”. Tal como também nos diz Sandra:” O principal problema das pessoas que não têm deficiência é avaliarem as pessoas com deficiência, apenas pelas suas características físicas”

Esta alteração de mentalidades, é um processo longo e demorado, deve começar na educação de base, onde pais, alunos e professores, devem ser cada vez mais sensibilizados, para estas questões, segundo a lógica referida anteriormente. As pessoas com deficiência, tal como temos vindo a frisar nesta rubrica, têm uma grande parte da responsabilidade. Segundo Sandra e com base na sua experiência, “o que tenho encontrado, da parte de crianças e jovens com deficiência, é uma certa dificuldade em se dar a conhecer aos outros”.

Terminado o seu percurso escolar, uma das principais dificuldades das pessoas com deficiência é sem dúvida a inserção profissional, segundo Sandra, uma das chaves do sucesso “ é a qualificação e além disso, a correta seleção de funções a que a pessoa com deficiência, se candidata”.

Posto isto, o empreendedorismo é sem dúvida “ um caminho de inclusão”, pois, a criação do próprio posto de trabalho permite às famílias de pessoas com deficiência “serem donas do seu tempo”, permitindo assim, prestar-lhes todo o apoio que as mesmas precisam e merecem, sem comprometer a sua estabilidade económica. Já para as pessoas com deficiência, o empreendedorismo permite a realização pessoal, profissional e económica, sem os tradicionais obstáculos que o preconceito (dentro e fora da deficiência),lhes coloca.

Contudo, para que as famílias e as pessoas com deficiência entendam e beneficiem do empreendedorismo enquanto “conceito inclusivo”, é necessário, segundo Sandra” que sejam criadas respostas sociais que, promovam uma discriminação positiva, na área do empreendedorismo” e que por outro lado, as famílias sigam a lógica de “….conseguiste 4, boa! Vê lá se consegues o 5 da próxima vez!” Tal como Sandra fazia com a sua filha, quanto esta estava em idade escolar.”

Pedro Dias

azeitaoinclusivo( @ sign)pedrocvdias.pt  “

Juntos somos mais, pela inclusão da pessoa com deficiência!!!

Conheça, em pormenor, todos os números, já publicados, na rubrica “AZEITÃO INCLUSIVO” .

Marca “Pedro Dias – Uma Vida,Um Projecto!”

14 de Dezembro de 2016

Conteúdo Relacionado

Print Friendly, PDF & Email
Partilhe nas Suas Redes Sociais Favoritas:

Link permanente para este artigo: http://www.pedrocvdias.pt/azeitao-inclusivo-nr8/