«

»

Dez 15 2017

Imprimir Artigo

Azeitão Inclusivo nº20 – CÁRMEN NUNES, UMA MULHER E MÃE, QUE LUTA PELA INCLUSÃO

Azeitao_Inclusivo Logo

Divulgamos aqui o número 20 da rubrica “AZEITÃO INCLUSIVO” ,publicado na edição impressa do Jornal de Azeitão de Dezembro de 2017, com o título: ” CÁRMEN NUNES, UMA MULHER E MÃE, QUE LUTA PELA INCLUSÃO” agradecendo à nossa convidada, CÁRMEN NUNES, o “tempo inclusivo” que nos dispensou….vamos então conhecer ” CÁRMEN NUNES, UMA MULHER E MÃE, QUE LUTA PELA INCLUSÃO”?  Aqui fica a entrevista, na íntegra:

 

“CÁRMEN NUNES, UMA MULHER E MÃE, QUE LUTA PELA INCLUSÃO

 

A imagem Ilustra a publicação, do número 20 da rubrica "Azeitão Inclusivo", na edição de Dezembro de 2017 do Jornal de Azeitão, com título: "CÁRMEN NUNES, UMA MULHER E MÃE, QUE LUTA PELA INCLUSÃO".

A imagem Ilustra a publicação, do número 20 da rubrica “Azeitão Inclusivo”, na edição de Dezembro de 2017 do Jornal de Azeitão, com título: “CÁRMEN NUNES, UMA MULHER E MÃE, QUE LUTA PELA INCLUSÃO”.

É sempre com renovada satisfação que, a cada mês, partilhamos com todos os nossos estimados leitores, a rubrica “AZEITÃO INCLUSIVO” . Neste seu número 20, temos o prazer de receber, como convidada, Cármen Nunes, de 37 anos de idade, trabalha num pequeno negócio de família e vive no Montijo com a filha e o marido . Cármen é mãe de uma menina de 7 anos, que é portadora de uma doença rara, o Síndrome de RETT  (uma doença neurológica que afeta principalmente o sexo feminino, caracterizada pela perda progressiva de funções neuro motoras como a fala, capacidade de andar e uso intencional das mãos após um período de desenvolvimento aparentemente normal).

Durante esta conversa, Cármen mostrou-se uma mulher e uma mãe que luta pela inclusão. Cármen passou por Azeitão muitas vezes, durante a sua infância e adolescência e recorda as vindas às festas de Azeitão, os vinhos, de que o seu pai gosta muito e as famosas tortas de Azeitão.  

Na imagem podemos ver, a nossa convidada CÁRMEN NUNES, com a sua filha

Na imagem podemos ver, a nossa convidada CÁRMEN NUNES, com a sua filha

Quando questionada sobre como foi receber a notícia, Cármen refere: “ O que me afligia mais era não saber o que é que a minha filha tinha, eu só tive um diagnóstico definitivo aos 4 anos (…) durante este período de tempo “disparei” para todo o lado (…) uma pessoa pensa em tudo, (…) quando soubemos que era o Síndrome de RETT, as dificuldades foram muitas, (…) apesar de tudo, sempre tentei dar à minha filha uma vida o mais normal possível, ela está integrada na escola, (…) todas as terapias que ela necessitou e necessita… (…). Mais à frente na conversa, Cármen refere: “Com muito esforço, nós pais, conseguimos que a nossa filha faça as terapias, os resultados e a evolução da minha filha são muito animadores. Muito emocionada,  Cármen deixa um pedido, em jeito de desabafo: “Eu preciso de um padrinho para os tratamentos da minha filha, para que os resultados, que até agora foram alcançados, não se percam, dadas as características da patologia”.

Para muitas famílias e pessoas com deficiência, a vida não é “um mar de rosas”, e a história de vida de Cármen, é disso um bom exemplo, pois apesar de tudo, Cármen não desiste, dentro e fora de casa, tenta estimular a filha o mais que pode. Quem desejar saber mais sobre esta história ou contar a sua história, poderá enviar-nos um email. Juntos somos mais pela inclusão da pessoa com deficiência!

Pedro Dias

azeitaoinclusivo( @ sign)pedrocvdias.pt  “

Conheça, em pormenor, todos os números, já publicados, na rubrica “AZEITÃO INCLUSIVO”

Marca “Pedro Dias – Uma Vida,Um Projecto!”

15 de Dezembro de 2017

Conteúdo Relacionado

Print Friendly, PDF & Email
Partilhe nas Suas Redes Sociais Favoritas:

Link permanente para este artigo: http://www.pedrocvdias.pt/azeitao-inclusivo20/